Os Impactos Ambientais da Atividade Mineradora

  • Marina Lima da Silva Universidade Federal de Mato Grosso
  • Márcia Cristiane Kravetz Andrade

Resumo

RESUMO

 

A mineração inclui a exploração das minas subterrâneas e de superfície, utilizando-se de bens não renováveis. É uma das bases da economia nacional, considerada um sinônimo de progresso e desenvolvimento. Entretanto é uma atividade geradora de impactos ambientais de elevado grau, como poluição de água, ar, solo, porém as consequências não desabam apenas à população, fauna e flora também são diretamente afetadas. Tendo-se essa imagem negativa, os empreendedores buscam o rótulo de sustentável, para que os benefícios acompanhados a esse título os auxiliem no quesito socioambiental do mercado competitivo. O licenciamento necessário para essa atividade é burocrático e longo, com medidas a serem tomadas para ser uma implantação satisfatória a todos os envolvidos.  Apesar dos prós e contras oriundos dessa atividade, a mineração é essencial atualmente, os minérios encontram-se em todos os bens de consumo, porém a busca pela aceitação ou reconhecimento da mineração sustentável ainda é necessária, além do desenvolvimento sustentável e o equilíbrio ecológico.

 

Palavras-chave: Mineração. Impactos. Degradação.

 

 

ABSTRACT

 

Mining includes surface and subterranean exploration by using non-renewable assets. One of the foundation of national economy is considered a synonym progress and devolvement. However, it is activity, which generates high level environmental impacts like water, air, and soil pollution, but the consequences do not affect just the population, but fauna and flora are equally affected. With such negative image, entrepreneurs seek the sustainable façade so that the benefits that come with sustainability help them when it comes to the competitive socioenvironmental market. The necessary authorization for such activity is bureaucratic and long with decisions to be made for a satisfactory implementation of all people involved. In spite of all pros and cons from such activity, mining is essential nowadays. Minerals are present in all consumption items, however the search for sustainable mining acceptance or recognition is still necessary besides sustainable development and ecology balance.           

 

Keywords: Mining. Impacts. Degradation.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marina Lima da Silva, Universidade Federal de Mato Grosso

Bacharel em Ciências Biológicas - UNIVAG Centro Universitário
Especialista em Gestão Ambiental e Desenvolvimento Sustentável - UNINTER Centro Universitário Internacional
Mestranda em Ecologia e Conservação da Biodiversidade - UFMT
Laboratório de Ecologia de Mamíferos - UFMT

Márcia Cristiane Kravetz Andrade
Professora, do Centro Universitário Uninter, Graduada em Tecnologia em Gestão Ambiental pela Faculdade de Tecnologia Camões (IESC/PR); especialista em Ecologia Urbana: Construindo a Cidade Sustentável pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR); pós-graduanda em Formação de Docentes e de Orientadores Acadêmicos em EAD pelo Centro Universitário Uninter

Referências

AMADE, P.; LIMA, H. M. Desenvolvimento sustentável e garimpo – O caso do Garimpo do Engenho Podre em Mariana, Minas Gerais. Revista Escola de Minas, Ouro Preto. v. 62, n. 2, p. 237-242, abr.-jun. 2009.

ARAÚJO, F. S. et al. Florística da vegetação arbustivo-arbórea colonizadora de uma área degradada por mineração de caulim, em Brás Pires, MG. Revista Sociedade de Investigações Florestais, Viçosa, MG. v. 29, n. 6, p. 983-992, ago. 2005.

ARAÚJO, G. C.; SILVA, R. P. Desenvolvimento Sustentável do Meio Ambiente: Estudo no Instituto Souza Cruz. In: 2º CONGRESSO BRASILEIRO DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA. 2004, Belo Horizonte. Anais... p. 1-7.

BETT, J. Z; FARIAS, P. M. Escarabeíneos Como Indicadores De Qualidade Ambiental. In: 2º SIMPÓSIO DE INTEGRAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA DO SUL CATARINENSE – SICT-SUL, 2013. Santa Catarina. Resumos... Araranguá. p. 692.

CARVALHO, C. E. V. et al. Distribuição de metais pesados em peixes costeiros bentônicos da região de Macaé, R.J., Brasil. Revista Ecotoxicology and Environmental Restoration, v. 3, n. 2, p. 64-68, 2000.

CARVALHO, F. F. et al. Mineração sustentável: os desafios de conciliar a exploração de recursos não-renováveis a uma prática sustentável geradora de desenvolvimento econômico. In: XXIX Encontro Nacional De Engenharia De Produção - A Engenharia De Produção E O Desenvolvimento Sustentável: Integrando Tecnologia E Gestão. Salvador – BA, 2009.

CUNHA, L. O. et al. Análise Multivariada Da Vegetação Como Ferramenta Para Avaliar A Reabilitação De Dunas Litorâneas Mineradas Em Mataraca, Paraíba, Brasil. Revista Sociedade de Investigações Florestais, v.27, n.4, p.503-515. Viçosa, MG, set. 2003.

DEPARTAMENTO NACIONAL DE PRODUÇÃO MINERAL (DNPM). Gestão de Recursos Minerais como Fator de Desenvolvimento. In: CONGRESSO INTERNACIONAL DE DIREITO MINERÁRIO. 2010.

ENRÍQUEZ, M. A. R. S. Maldição ou dádiva? Os dilemas do desenvolvimento sustentável a partir de uma base mineira. 2007. 449 f. Tese (Doutorado em Desenvolvimento Sustentável) – Centro de Desenvolvimento da Universidade de Brasília – CDS/UnB, 2007.

FARIAS, C. E. G. Mineração E Meio Ambiente No Brasil. Outubro, 2002. Disponível em:

<http://www.mma.gov.br/estruturas/sqa_pnla/_arquivos/minera.pdf>. Acesso em 7 de jan. de 2016.

Mechi e Sanches, F. R. C. et al. Impactos socioambientais da mineração no Brasil. In: 2º SIMPÓSIO BRASILEIRO DE SAÚDE & AMBIENTE (2ºSIBSA). Belo Horizonte, 2014. Disponível em: < http://www.sibsa.com.br/resources/anais/4/1404160092_ARQUIVO_SIBSA_FranciscoFernandes.pdf>. Acesso em: 12 de jan. de 2016.

FERREIRA, A. P. et al. Avaliação das concentrações de metais pesados no sedimento, na água e nos órgãos de Nycticorax nycticorax (Garça-da-noite) na Baía de Sepetiba, RJ, Brasil. Revista da Gestão Costeira Integrada, v. 10, n. 2, p. 229-241. 2010

FERREIRA, E. S. et al. Sustentabilidade No Setor De Mineração: Uma Aplicação Do Modelo Pressão-Estado-Impacto-Resposta. Revista Engenharia Ambiental, v. 7, n. 3, p. 74-91. Espírito Santo do Pinhal, set. 2010.

ILHEUS MINERADORA. Estudo de Impacto Ambiental. Disponível em: <http://pt.slideshare.net/secomilheus/estudo-de-impacto-ambiental-ilhus-mineradora>. Acesso em 18 de jan. de 2016.

INSTITUTO BRASILEIRO DE MINERAÇÃO (IBRAM). Informações sobre a economia mineral brasileira. Brasília, 2015.

INSTITUTO BRASILEIRO DE MINERAÇÃO (IBRAM). Mineração & Economia Verde: Encontro da Industria para a sustentabilidade. Brasília, 2012.

IPT. Curso de Geologia de Engenharia aplicada a problemas ambientais. São Paulo. 1992V 3. 291p.

LIMA, D. P. Avaliação da contaminação por metais pesados na água e nos peixes da Bacia Do Rio Cassiporé, Estado Do Amapá, Amazônia, Brasil. 2013. 147 f. Dissertação (Mestrado em Biodiversidade Tropical) – Universidade Federal do Amapá. Macapá, 2013.

MICRON-ITA INDÚSTRIA E COMERCIO DE MINERAIS LTDA. RELATÓRIO DE IMPACTO AMBIENTAL-EIA (Explotação de Calcário, Quixeré-CE). Março, 2010. Disponível em: <http://www.semace.ce.gov.br/wp-content/uploads/2011/06/QUIXERE-EXTRACAO-CALCARIO.pdf>. Acesso em 18 de jan. de 2016.

MECHI, A.; SANCHES, D. L. Impactos ambientais da mineração no estado de São Paulo. Revista de Estudos Avançados, v. 24, n. 68, São Paulo, mar. 2010.

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE (MMA). Manual de Impactos Ambientais: orientações básicas sobre aspectos ambientais de atividades produtivas. f. 297. Fortaleza: Banco do Nordeste, 1999.

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE (MMA). Caderno De Licenciamento Ambiental. Brasília, 2009. Disponível em:

<http://www.mma.gov.br/estruturas/dai_pnc/_arquivos/pnc_caderno_licenciamento_ambiental_01_76.pdf>. Acesso em 18 de jan. de 2016.

MOREIRA, H. F. O desenvolvimento sustentável no contexto do setor mineral brasileiro. 2002. 58 f. Monografia (Pós graduação em Gestão Ambiental) – Universidade Federal do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, 2003

PENSAMENTO VERDE. Entenda a importância das Medidas Mitigadoras e Compensatórias. Disponível em: <http://www.pensamentoverde.com.br/meio-ambiente/entenda-importancia-das-medidas-mitigadoras-e-compensatorias/>. Acesso em: 18 de jan. de 2016.

PEREIRA, M. P. S. et al. Fauna de formigas como ferramenta para monitoramento de área de mineração reabilitada na ilha da madeira, Itaguaí, RJ. Revista Ciência Florestal, Santa Maria, v. 17, n. 3, p. 197-204, jul-set, 2007.

PESSOA, G. A. Avaliação de projetos de mineração utilizando a teoria das opções reais em tempo discreto - um estudo de caso em mineração de ferro. 2006. 174 f. Dissertação (Mestrado em Gestão Empresarial) – Fundação Getúlio Vargas. Rio de Janeiro, 2006.

SAMARCO MINERAÇÃO S/A. Rima - Relatório De Impacto Ambiental Do Projeto Da 4° Usina De Pelotização Em Ponta De Ubu, ES. Relatório Técnico. Novembro, 2009. Disponível em:

<http://www.meioambiente.es.gov.br/download/RT_409_09_RIMA.pdf>. Acesso de 18 de jan. de 2016.

SILVA, J. P. S. Impactos ambientais causados por mineração. Revista Espaço da Sophia, n. 8, ano 1, nov. 2007.

SYDOW, V. G. et al. Aspectos estruturais da fauna de solo em áreas sob influência do processamento do carvão mineral no Sul do Brasil. In: Anais do VIII Congresso de Ecologia do Brasil. Caxambu – MG, 2007.

VASCONCELOS, R. F. et al. Propostas de medidas Mitigatórias em áreas de Mineração em município do Estado da paraíba. In: XXIX ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUCAO. Salvador, Bahia. 2009.

VIANA, M. B. Avaliando Minas: índice de sustentabilidade da mineração (ISM). 2012. 372 f. Dissertação (Doutorado em Desenvolvimento Sustentável) – Universidade de Brasília. Distrito Federal, 2012.

WINK, P. K. S. et al. Reação Aos Acidentes Ambientais: Um Estudo Em Uma Mineradora No Mercado Brasileiro. Revista de Administração e Contabilidade da Unisinos, v. 12, n. 1, p. 52-67, mar. 2015.

Publicado
2017-12-08
Seção
Artigos