Planejamento de atividade didática fundamentada na neurociência educativa para o ensino de modelos atômicos

  • Jáderson de Paula Carvalho UNINTER
  • Rafael Lemos Diniz Uninter
  • Fernanda Fonseca
Palavras-chave: Pesquisa, Ensino

Resumo

Resumo

Esse trabalho visa desenvolver uma proposta baseada na neurociência para a aprendizagem de modelos atômicos. O uso da neurociência educativa possibilita a criação de metodologias que estimulem a aprendizagem dos alunos em dimensões como: emoção, através de fatos que despertem e proporcionem estímulos emocionais; memória, através de repetições; e composição de músicas, paródias e vídeos. O objetivo dessa abordagem é a motivação discente, ao tentar despertar interesses intrínsecos no aluno — como a atenção por intermédio da leitura de artigos e recompensas por meio de gamificação. No entanto, cabe a seguinte questão: como desenvolver uma atividade didática fundamentada na neurociência que promova a aprendizagem do atomismo? O presente trabalho é uma pesquisa bibliográfica que tem o intuito de criar uma proposta didática alicerçada nas teorias neurocientíficas, voltadas para o público adulto para ensino de modelos atômicos. A investigação foi realizada com base em artigos científicos e em livros relacionados à neurociência e educação. A busca priorizou textos relativos à aprendizagem e ao processo de aprendizagem de adultos. Será realizada, posteriormente, uma avaliação dos resultados obtidos através dos questionários de avaliação feitos e da composição de uma ferramenta digital (Padlet) sobre modelos atômicos.

Palavras-chave: Neurociência. Aprendizagem. Modelos atômicos.

Abstract

This work aims to develop a proposal based on neuroscience for the learning of atomic models. The use of neuroscience in education allows the creation of methodologies that stimulate students' learning in dimensions such as: emotion, through facts that awaken and provide emotional stimuli; memory, through repetitions; and composition of songs, parodies and videos. The aim of this approach is student motivation, when trying to arouse intrinsic interests in the student - such as attention through the reading of articles and rewards through gamification. However, the following question arises: how to develop a didactic activity based on neuroscience that promotes the learning of atomism? The present work is a bibliographic research that aims to develop a didactic proposal based on neuroscientific theories, aimed at adult audiences to teach atomic models. The investigation was carried out based on scientific articles and books related to neuroscience and education. The search prioritized texts related to adult learning and the learning process. Subsequently, an evaluation of the results obtained through the evaluation questionnaires carried out and the composition of a digital tool (Padlet) on atomic models will be performed.

Keywords: Neuroscience. Learning. Atomic models.

Resumen

Este trabajo pretende desarrollar una propuesta basada en la neurociencia para el aprendizaje de modelos atómicos. El uso de la neurociencia educativa permite la creación de metodologías que estimulen el aprendizaje de los alumnos en dimensiones como: emoción, por medio de hechos que despierten y ofrezcan estímulos emocionales; memoria, por medio de repeticiones; y composición de músicas, parodias y videos. El objetivo de ese acercamiento es la motivación, para intentar despertar intereses intrínsecos al alumno — como la atención por intermedio de la lectura de artículos y recompensas por medio de la gamificación. Sin embargo, cabe la siguiente cuestión: ¿Cómo desarrollar una actividad didáctica, fundamentada en la neurociencia, que favorezca el aprendizaje del atomismo? Este trabajo es una investigación bibliográfica que tiene el objetivo de crear una propuesta didáctica apoyada en las teorías neurocientíficas, dirigidas al público adulto, para la enseñanza de modelos atómicos. La investigación se realizó sobre la base de artículos científicos y en libros relacionados con la neurociencia y la educación. La búsqueda se concentró en textos relativos al aprendizaje y al proceso de aprendizaje de adultos. Se realizará, posteriormente, una evaluación de los resultados obtenidos a través de cuestionarios de evaluación y de la composición de una herramienta digital (Padlet) sobre modelos atómicos.

Palabras-clave: Neurociencia. Aprendizaje. Modelos atómicos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALVES, F. Gamification: como criar experiências de aprendizagem engajadoras – um guia completo do conceito à prática. 2. ed. São Paulo: DVS, 2015.

BLAKEMORE S.J., FRITH U. O cérebro que aprende: lições para educação. Lisboa: Gradiva Publicações; 2009.

COSTA, F. J. O uso de imagens e palavras em com base na teoria da carga cognitiva: elaboração de material de apoio para o professor. 2010. 83f. Dissertação (Mestrado) – Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática, Belo Horizonte, 2010.

FADEL, L. M. et al. (org.). Gamificação na educação. São Paulo: Pimenta Cultural, 2014. Disponível em: docs.wixstatic.com/ugd/143639_bc905418dc92488ba0910561daa9afac.pdf. Acesso em: 07 dez. 2020.

FISCHER, K.W. Mind, brain, and education: building a scientific groundwork for learning and teaching. Mind, Brain, and Education, v. 3, n. 1, p. 3-16, 2009. Disponível em: http://onlinelibrary.wiley.com/ doi/10.1111/j.1751-228X.2008. 01048.x/ full. Acesso em: 14 jun. 2020.

GAZZANIGA, M. S.; IVRY, R. B.; MANGUM, G. R. Breve história da neurociência cognitiva. In: Neurociência cognitiva: a biologia da mente. 2. ed. Porto Alegre: Artmed, 2006.

KAPP, K. M. The Gamification of learning and instruction: game-based methods andstrategies for training and education. San Francisco: Pfeiffer, 2012.

LEÃO, M. F. et al. Utilização de paródias como estratégia de ensino em aulas de química geral na formação inicial de professores. Revista Kiri-Kerê: Pesquisa em Ensino, n. 4, p. 195-214, maio 2018.

MACEDO, N. D. Iniciação à pesquisa bibliográfica: guia do estudante para fundamentação do trabalho de pesquisa. 2 ed. São Paulo: Edições Loyola, 1994.

MAYER, R. E. Elements of a science of E-learning. J. Educational Computing Research, New York, v. 29, n. 3, 2003.

OLIVEIRA, G. G. Neurociências e os processos educativos: um saber necessário na formação de professores. Educação Unisinos, [s. l.], 2013. Disponível em: https://doi.org/10.4013/edu.2014.181.02. Acesso em:14 jun. 2020.

SANT’ANA, D. M. G. Plasticidade neural: as bases biológicas da aprendizagem. In: C. L. Chitolina; J. A. Pereira; R. H. Pinto (org.). Mente, cérebro e consciência: um confronto entre a filosofia e ciência (v. 1, p. 73-84). Jundiaí: Paco Editorial, 2015.

SANTOS, L. S.; PARRA, C. R. Música e neurociências - inter-relação entre música, emoção, cognição e aprendizagem. Pscicologia.pt., 9 mar. 2015. Disponível em: https://www.psicologia.pt/artigos/ver_artigo.php?codigo=A0853#:~:text=Emo%C3%A7%C3%A3o%20%C3%A9%20uma%20fun%C3%A7%C3%A3o%20mental,com%20o%20t%C3%A1lamo%2C%20o%20hipot%C3%A1lamo. Acesso em: 07 dez. 2020.

SOUSA, A. M. O.P.; ALVES, R. R. N. A neurociência na formação dos educadores e sua contribuição no processo de aprendizagem. Revista Psicopedagogia, São Paulo, v. 34, n. 105, p. 320-331, 2017.Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84862017000300009&lng=pt&nrm=iso. Acesso em: 12 nov. 2020.¬¬¬

THIEL, C. R. Marketing Visual: Qual a Importância das Imagens? 2020. Disponível em: https://cristianethiel.com.br/marketing-visual-qual-a-importancia-das-imagens/. Acesso em: 07 dez. 2020.

VASCONCELLOS, I. L. B. Gamificação como estratégia pedagógica: desenvolvimento e experimentação do ambiente virtual de aprendizagem gamificado Agile. 2019. 159 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino e suas Tecnologias) - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Fluminense, Campos dos Goytacazes, 2019.

Publicado
2021-02-04
Seção
Artigos