Análise educacional de escolas públicas no centro e periferia de Curitiba

  • Mario Henrique Anunciação Lemos
  • Maria Eneida Fantin Centro Universit

Resumo

O presente artigo investiga possíveis diferenças no processo de ensino-aprendizagem de duas escolas públicas do centro e periferia de Curitiba/PR, a partir da desigualdade socioeducacional existente nessas áreas. Entre os principais problemas decorrentes desta desigualdade estão as altas taxas de evasão escolar, o baixo desempenho em avaliações escolares e a violência contra professores. Assim, o trabalho examina a possibilidade de mensurar as desigualdades sociais e educacionais em escolas públicas de grandes cidades. A investigação justifica-se pela necessidade de novas metodologias de análise social, a partir das estatísticas produzidas por órgãos de investigação como o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Ministério da Educação, os governos estaduais e instituições independentes de pesquisa; pretende-se, desse modo, que as políticas públicas que mitigam as desigualdades sejam efetivamente cumpridas. O propósito da presente pesquisa é investigar o desempenho de alunos pertencentes a escolas públicas centrais e periféricas da capital paranaense, bem como abordar os conceitos de centros e periferias — contemplados pelos estudos geográficos. Para tal, coletaram-se dados socioeconômicos dos bairros de Curitiba, para selecionar as duas escolas. Após analisar o desempenho educacional dos alunos, comprovou-se a desigualdade educacional entre as duas áreas.

Palavras-chave: centro; periferia; educação cidadã; desigualdade social.

Abstract

This article investigates possible differences in the teaching-learning process of two public schools in the center and periphery of Curitiba/PR, based on the social and educational inequality existing in these areas. Among the main problems arising from inequalities are high school dropout rates, poor performance in school assessments, and violence against teachers. Thus, the work examines how it is possible to measure social and educational inequalities in public schools in large cities. The investigation is justified by the need for new social analysis methodologies, based on statistics produced by research bodies such as The Brazilian Institute of Geography and Statistics (IBGE), the Ministry of Education, state governments and independent research institutions; it is intended that public policies that mitigate inequalities are effectively fulfilled. This research aims to investigate the performance of students belonging to central and peripheral public schools in the capital of Paraná, as well as to address the concepts of centers and peripheries — contemplated by geographic studies. To this end, Socioeconomic data of the neighborhoods of Curitiba were collected to select the two schools. After analyzing the educational performance of students, the educational inequality between the two areas was confirmed.

Keywords: center; periphery; citizen education; social inequality.

Resumen

El presente artículo investiga posibles diferencias en el proceso de enseñanza-aprendizaje de dos escuelas públicas del centro y periferia de Curitiba/PR, a partir de la desigualdad socioeducativa existente en esas áreas. Entre los principales problemas producidos por esa desigualdad están los altos índices de evasión. Así, el trabajo examina la posibilidad de medir las desigualdades sociales y educativas en escuelas públicas de grandes ciudades. La investigación se justifica por la necesidad de nuevas metodologías de análisis social, a partir de las estadísticas producidas por organismos de investigación como el Instituto Brasileño de Geografía y Estadística (IBGE), el Ministerio de Educación, los gobiernos de estado e instituciones independientes de investigación; se pretende, de ese modo, que las políticas públicas que mitigan las desigualdades sean efectivamente cumplidas. El propósito de la presente investigación es estudiar el rendimiento de alumnos pertenecientes a escuelas públicas centrales y periféricas de la capital de Paraná, así como abordar los conceptos de centro y periferia — utilizados en los estudios geográficos. Para ello, se recolectaron datos socioeconómicos de los barrios de Curitiba, para seleccionar dos escuelas. Después de analizar el desempeño educativo de los alumnos, se comprobó la desigualdad educativa entre las dos áreas.

Palabras-clave: centro; periferia; educación ciudadana; desigualdad social.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mario Henrique Anunciação Lemos

Especialista em Gestão Pública, tecnólogo em Gestão Ambiental e licenciando em Geografia no Centro Universitário Internacional – UNINTER.

Maria Eneida Fantin, Centro Universit

Mestre em Tecnologia e graduada em Geografia. Professora no Centro Universitário Internacional UNINTER.

Referências

ANDRADE, A. R. de; SCHMIDT, L. P. Metodologias de Pesquisa em Geografia. Guarapuava: Unicentro, 2014.

BRASIL. Lei Federal nº 9394 de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, DF: Presidência da República, Casa Civil, 1996.

BRASIL. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira – INEP. Resultados Finais do SAEB 2019. Brasília: SAEB, 2019a. Disponível em: http://saeb.inep.gov.br/saeb/resultado-final-externo. Acesso em: 10 out. 2020.

CURITIBA. Prefeitura Municipal. Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba – IPPUC. Portal InfoCuritiba, 2021. Disponível em: http://infocuritiba.ippuc.org.br/imp/. Acesso em: 30 mar. 2021.

EARP, M. de L. S. Centro e Periferia: Um Estudo Sobre a Sala de Aula. Revista Contemporânea de Educação, Rio de Janeiro, v. 2, n. 4, 2007, p. 137-150.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. PNAD Contínua Educação. IBGE Educação, 2019. Disponível em: https://www.ibge.gov.br/estatisticas/sociais/educacao/9173-pesquisa-nacional-por-amostra-de-domicilios-continua-trimestral.html?=&t=o-que-e. Acesso em: 09 mar. 2021.

MACHUCCA. Direção e produção de Andrés Wood. Chile, 2004. Youtube (120 min). Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=OsLL2uLaEDA. Acesso em: 02 mar. 2021.

SILVA, R. S. M. Contribuições para o Ensino de Geografia: o xadrez como instrumento didático para compreensão dos conceitos de território, centro-periferia. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE GEÓGRAFOS, 7., 2014, Vitória. Anais [...]. Vitória: UFES, 2014. v. 1.

RITTER, C.; FIRKOWSKI, O. L. C. de F. Novo conceitual para as periferias urbanas. Revista Geografar, Curitiba, p. 22-25, 2009. Edição Especial. DOI: http://dx.doi.org/10.5380/geografar.v0i0.14334.

TAPSCOTT, Don. A Hora da Geração Digital: como os jovens que cresceram usando a internet estão mudando tudo, das empresas aos governos. Tradução de Marcello Lino. Rio de Janeiro: Agir Negócios, 2010. 445p.

TORRES et al. Educação na Periferia de São Paulo: ou como pensar as desigualdades educacionais? In: RIBEIRO, L.C.Q; KAZTMAN, R. A cidade contra a escola: segregação urbana e desigualdades educacionais. Rio de Janeiro: Letra Capital, 2008.

TORRES, H. G. et al. Pobreza e espaço: padrões de segregação em São Paulo. Estudos Avançados, São Paulo, v. 17, n. 47, 2003.

TOKARNIA, Mariana. Analfabetismo cai, mas Brasil ainda tem 11 milhões sem ler e escrever. Agência Brasil, 2020. Disponível em: https://agenciabrasil.ebc.com.br/educacao/noticia/2020-07/taxa-cai-levemente-mas-brasil-ainda-tem-11-milhoes-de-analfabetos. Acesso em: 09 mar. 2021.

WANDERLEY, L. E. Educação para a cidadania. Revista Serviço Social e Sociedade, São Paulo, n. 62, 2000.

Publicado
2021-07-20