Circo e lazer: práticas circenses em contextos de recreação

  • Ana Lucia Zattar Coelho Centro Universitário Internacional Uninter
  • Isabel Witt Lunardi Centro Universitário Internacional Uninter
  • Nicolly Janine Batista Centro Universitário Internacional Uninter

Resumo

Oficinas de artes circenses são comuns em espaços de recreação, como colônias de férias e eventos empresariais. Em vista disso, o objetivo do presente artigo é investigar como as artes circenses são praticadas nestes locais; analisaram-se, também, os principais desafios enfrentados pelos profissionais que atuam na área. Quanto à metodologia, trata-se de uma pesquisa bibliográfica, com uma análise do estado da arte do tema. Os resultados indicaram inúmeras lacunas conceituais sobre a aplicação de atividades circenses como opção de lazer mediada; sugerem-se, portanto, mais estudos acerca do assunto, para auxiliar a prática de profissionais que trabalham com circo e recreação. 

Palavras-chave: circo; recreação; lazer; artes circenses; práticas circenses.

Abstract

Circus arts workshops are common in recreational spaces, such as summer camps and business events. Therefore, the objective of this article is to investigate how circus arts are practiced in these places; the main challenges faced by professionals working in the area were also analyzed. As for the methodology, it is bibliographical research, with an analysis of the state-of-the-art of the theme. The results indicated numerous conceptual gaps about the application of circus activities as a mediated leisure option; thus, further studies on the subject are suggested, to assist the practice of professionals who work with circus and recreation.

Keywords: circus; recreation; leisure; circus arts; circus practices.

Resumen

Talleres de artes circenses son frecuentes en espacios de recreación, como colonias de vacaciones y eventos empresariales. Por ello, el objetivo de este artículo es investigar cómo las artes circenses son practicadas en esos lugares; se analizan, también, los principales retos enfrentados por los profesionales que actúan en esa área. Sobre la metodología, se trata de una investigación bibliográfica, con análisis del estado del arte del tema. Los resultados indican innúmeras lagunas conceptuales sobre la aplicación de actividades circenses como opción de ocio inmediata; se sugiere, por lo tanto, la realización de estudios sobre el tema, para apoyar la práctica de profesionales que actúan con circo y recreación.

Palabras-clave: circo; recreación; ocio; artes circenses; prácticas circenses.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Lucia Zattar Coelho, Centro Universitário Internacional Uninter

Professora no Centro Universitário Internacional Uninter.

Isabel Witt Lunardi, Centro Universitário Internacional Uninter

Graduada em Educação Física pelo Centro Universitário Internacional Uninter.

Nicolly Janine Batista, Centro Universitário Internacional Uninter

Especialista em Educação Física Escolar pelo Centro Universitário Internacional Uninter.

Referências

ALVES, C. O lúdico como dispositivo pedagógico: formação e atuação profissional no campo do lazer. Rev. Int. de Form. de Professores (RIFP), Itapetininga, v. 4, n. 3, p. 167-189, jul./set., 2019

ALVES, C; MARCELLINO, N.C. O profissional de Educação Física como animador sociocultural atuando nos clubes da cidade de Americana-SP: Contribuições nas relações entre o lazer e a idade adulta. Licere, Belo Horizonte, v. 11, n. 1, p.1-19, abr. 2008. Disponível em: https://seer.ufmg.br/index.php/licere/article/view/636/519.

Acesso em: 11 ago. 2018.

BRAGA, I. F.; SANTOS A. R. B. Concepções de lazer sob a perspectiva dos adultos. Licere, Belo Horizonte, v.22, n.4, dez/2019. Disponível em: ttps://seer.ufmg.br/index.php/licere/ Acesso em: 6 set. 2020.

BRASIL. [Constituição (1988)]. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Brasília, DF: Presidência da República, [2022]. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm. Acesso em: 11 fev. 2019.

DANIEL, Noel. The Circus 1870s-1950s. 2. ed. Colônia: Taschen, 2010. 544 p

DOCUMENTÁRIO: Ócio, lazer e tempo livre. [S. l.: s. n.], 2020. 1 vídeo (1h30m). Publicado pelo canal SescTV. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=ejIdWDQDXv4. Acesso em: 14 fev. 2022.

DUMAZEDIER, J. Valores e conteúdos culturais do lazer. São Paulo: Sesc. 1980.

GOMES, C. M. Dumazedier e os estudos do lazer no Brasil: Breve trajetória histórica. 2004. Disponível em: https://ufsj.edu.br/portal-repositorio/File/dcefs/Prof._Adalberto_Santos/1-dumazedier_e_os_estudos_do_lazer_no_brasil-_breve_trajetoria_historica_12.pdf. Acesso em: 14 fev. 2022.

FERNANDES, J. A. M; RIBEIRO O. C. F. R.; BORTOLETO, M. A. C. Lazer e Espaços Públicos. Licere, Belo Horizonte, v.19, n. 3, set/2016. Disponível em: ttps://seer.ufmg.br/index.php/licere/ Acesso em: 6 set. 2020.

FREITAS, M. A., GABRIEL, B. J.; PINTO, G. M. C.; PEDROSO, B. Esporte e Lazer. Licere, Belo Horizonte, v. 22, n. 4, dez/2019. Disponível em: ttps://seer.ufmg.br/index.php/licere/ Acesso em: 6 set. 2020.

ISAYAMA, Hélder. O profissional do lazer. Sinais Sociais, Rio de Janeiro, v. 8, n. 23, set./dez., 2013.

MARCELLINO, Nelson Carvalho. Lazer e Educação. Campinas: Papirus, 1987.

MELO, Victor. Vai Malandra”, Anita e a Urgência da Animação Cultural. Licere, Belo Horizonte, v. 21, n. 2, jun. 2018.

OLIVEIRA, Rafael Zacharias et al. Do Circo Moderno ao Novo Circo: breves relatos sobre uma história de arte. lazer e entretenimento: breves relatos sobre uma história de arte. lazer e entretenimento. Sesc, [S.l.], 2013. Disponível em: https://www.sesc.com.br/wps/wcm/connect/e6a4eb76-6f57-4750-a8e8-01f0efc6b6eb/16B_Do+circo+moderno+ao+novo+circo.pdf?MOD=AJPERES&CACHEID=e6a4eb76-6f57-4750-a8e8-01f0efc6b6eb. Acesso em: 23 ago. 2021.

ONU. Organização das Nações Unidas. Declaração Universal dos Direitos Humanos. Paris: ONU, 1948. Disponível em: http://www.mp.go.gov.br/portalweb/hp/7/docs/declaracao_universal_dos_direitos_do_homem.pdf. Acesso em: 14 fev. 2022.

ONTAÑÓN, Teresa; DUPRAT, R.; BORTOLETO, M. Educação Física e atividades circenses: “o estado da arte”. Movimento: Revista de Educação Física da UFRGS, Porto Alegre, v. 18, n. 2, p. 149-168, 2012. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/Movimento/article/view/22960/19068. Acesso em: 23 ago. 2021.

PINES J., A. R. & UVINHA, R. R. (2015). Atividade física como opção de lazer: reflexões 362 sobre os jovens frequentadores do “sesc consolação”. Educación Física y Deporte, v. 34, n. 2, p.359-388, jul.-dez. 2015.

SOUSA, Angélica Silva de; OLIVEIRA, Guilherme Saramago de; ALVES, Laís Hilário. A pesquisa bibliográfica: princípios e fundamentos. Cadernos da Fucamp, [S.l.], v. 20, n. 43, p. 64-83, jan. 2021. Disponível em: http://www.fucamp.edu.br/editora/index.php/cadernos/issue/view/141. Acesso em: 23 ago. 2021.

TEODORO, A. P. E.; SCHWARTZ, G. M. Programa Lúdico para o Âmbito corporativo. Licere, Belo Horizonte, v. 22, n. 4, dez. 2019. Disponível em: ttps://seer.ufmg.br/index.php/licere/ Acesso em: 6 set. 2020.

VERSIANI, I. V. L. O Debate da Qualidade de Vida como Instrumento de Democratização. Licere, Belo Horizonte, v. 22, n. 4, dez. 2019. Disponível em: ttps://seer.ufmg.br/index.php/licere/ Acesso em: 6 set. 2020.

VILELA JUNIOR, G. B. Metodologia da pesquisa científica e bases epistemológicas. 2. ed. Campinas: CPAQV Editora, 2014.

Publicado
2022-03-09