Ludicidade no processo de alfabetização e intervenção psicopedagógica: brincar de escolinha

Resumo

Este artigo resulta de pesquisa bibliográfica sobre a função e a importância da ludicidade como estratégia didática para desenvolvimento do processo de alfabetização de crianças por meio do ato de brincar, ressaltando o uso do jogo Brincar de escolinha como ferramenta pedagógica e terapêutica na intervenção psicopedagógica. O tema é relevante por conta dos muitos aprendentes com dificuldades de aprendizagem, bem como da escassez de estudos sobre metodologias inovadoras e exclusivas para a psicopedagogia. Destacam-se, no corpus desta pesquisa, as contribuições do psicólogo e biólogo suíço Jean Piaget e sua classificação de jogo, assim como o aporte de estudos relevantes sobre ludicidade, alfabetização e consciência fonológica.

Palavras-chaves: ludicidade; alfabetização; brincar de escolinha; intervenção psicopedagógica; brincadeira.

Abstract

This article results from bibliographic research on the playfulness' function and importance as a didactic strategy for the development of the children literacy process through the act of playing, highlighting the use of the game Brincar de escolinha as a pedagogical and therapeutic tool in psychopedagogical intervention. The theme is relevant because of the many learners with learning difficulties, as well as the scarcity of studies on innovative methodologies exclusive to psychopedagogy. The contributions of the Swiss psychologist and biologist Jean Piaget and his classification of play stand out in the corpus of this research, as well as the contribution of relevant studies on playfulness, literacy, and phonological awareness.

Keywords: playfulness; reading instructions; playing school; psychopedagogical intervention; games.

Resumen

Este trabajo es resultado de investigación bibliográfica sobre la función e importancia de lo lúdico como estrategia didáctica para el desarrollo del proceso de alfabetización de niños por medio del acto de jugar, resaltándose el uso del juego “jugar a la escuela”, como herramienta pedagógica y terapéutica en la intervención psicopedagógica. El tema es relevante por la cantidad de niños con problemas de aprendizaje, así como por la escasez de estudios sobre metodologías innovadoras y exclusivas para la psicopedagogía. Se destacan, en el corpus de esta investigación, los aportes del psicólogo y biólogo suizo Jean Piaget y su clasificación del juego, así como el aporte de estudios relevantes sobre lo lúdico, alfabetización y consciencia fonológica.

Palabras-clave: lúdico; alfabetización; jugar a la escuela; intervención psicopedagógica; juegos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jonathan Vieira-Silva, Centro Universitário Internacional UNINTER

Graduando em Psicopedagogia (Bacharelado) pelo Centro Universitário Internacional UNINTER. Graduando em Letras Português/Francês pela Universidade Estadual do Ceará (UECE). 

Referências

CORREIO, Julia Timm Rathke. A Intervenção Psicopedagógica no Processo de Alfabetização e Letramento. Revista Brasileira de Alfabetização, Vitória, v. 1, n. 4, p. 245-259, 2016. DOI https://doi.org/10.47249/rba.2016.v1.154

FORTUNA, T. R. Sala de aula é lugar de brincar? In: XAVIER, M. L. M.; DALLA

ZEN, M. I. H. (orgs.) Planejamento em destaque: análises menos convencionais. Porto

Alegre: Mediação, 2000. p. 147-164. (Cadernos de Educação Básica; v. 6).

GIL, Antônio Carlos. Como Elaborar Projetos de Pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2009.

GOLBERT, Clarissa Seligman. A evolução psicolinguística e suas implicações na

alfabetização: teoria – avaliação – reflexões. Porto Alegre: Artes Médicas, 1988.

GUARESI, Ronei. Os processos de dissimetrização e de reciclagem neuronial sob o viés da aprendizagem implícita: métodos de alfabetização em foco. Letrônica, Porto Alegre, v. 3, n. 2, p. 57-70, 2010.

KISHIMOTO, Tizuko Morchida. O jogo e a educação infantil. Perspectiva, Florianópolis, v. 12, n. 22, p. 105-128, 1994.

KISHIMOTO, Tizuko Morchida; ONO, Andréia Tiemi. Brinquedo, gênero e educação na brinquedoteca. Pro-posições, Campinas, v. 19, n. 3, p. 209-223, 2008.

LOPES, Vanessa Gomes, Linguagem do Corpo e Movimento. Curitiba: FAEL, 2006.

MARGON, Dayany Corti. Ludicidade: O Valor da Música, Brinquedos e Brincadeiras no Processo de Alfabetização na Educação Infantil. Castelo Branco Científica. a. II, n. 3, p. 1-21, 2013.

MORAIS, Artur Gomes de. Sistema de Escrita Alfabética. São Paulo: Melhoramentos, 2012.

PIAGET, J. A formação do símbolo na criança: imitação, jogo, imagem e representação. Rio de Janeiro: J. Zahar, 1976.

PRODANOV, Cleber Cristiano; DE FREITAS, Ernani Cesar. Metodologia do trabalho científico: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico. 2. ed. Novo Hamburgo: Feevale, 2013.

RAU, M. C. T. D. A ludicidade na educação: uma atitude pedagógica. Curitiba: IBPEX, 2011. (Dimensões da Educação; v. 20).

SALOMÃO, Hérica Aparecida Souza; MARTINI, Marilaine; JORDÃO, Ana Paula Martinez. A importância do lúdico na educação infantil: enfocando a brincadeira e as situações de ensino não direcionado. Psicologia. [S.l.], 2007.

VERGARA, Sylvia Constant. Projetos e Relatórios de Pesquisa em Administração. 16. ed. São Paulo: Atlas, 2016.

Publicado
2022-05-20