O impacto do ensino remoto emergencial de Educação Física no contexto da COVID-19

  • Diego Justechechen Centro Universitário Internacional - Uninter
  • Katiuscia Mello Figuerôa Uninter

Resumo

Em fevereiro de 2020, publicaram-se no Brasil leis e medidas provisórias de enfrentamento da pandemia causada pelo vírus SARS-CoV-2. A partir disto, fecharam-se escolas e as aulas entraram em regime emergencial e remoto, on-line. Surgiu nesse contexto o questionamento a respeito do impacto do ensino emergencial remoto sobre a disciplina Educação Física, relativamente à saúde e ao desenvolvimento psicossocial dos estudantes. Portanto, o objetivo deste estudo é verificar a possibilidade, no ensino remoto, de reproduzir os mesmos efeitos desejados nas aulas presenciais de Educação Física sobre a saúde e o desenvolvimento psicossocial de crianças e adolescentes, por meio de pesquisa bibliográfica qualitativa. O ensino remoto emergencial da Educação Física demonstra potencial para sustentar uma relação positiva para promover saúde e estimular um estilo de vida mais ativo quando não é possível realizar atividades coletivas. Verificou-se também necessidade de mais pesquisas na área pedagógica, de modo que se aplique eficazmente o ensino remoto da Educação Física.

Palavras-chave: educação física; ensino emergencial remoto; pandemia.

Abstract

In February 2020, laws and provisional measures were published in Brazil to deal with the pandemic caused by the SARS-CoV-2 virus. As a result, schools were closed and classes went online on an emergency, remote basis. In this context, the question arose about the impact of the remote emergency teaching on the Physical Education subject, regarding the health and psychosocial development of the students. Therefore, the objective of this study is to verify the possibility, in remote teaching, of reproducing the same effects desired in physical education classes on the health and psychosocial development of children and adolescents, through qualitative bibliographic research. The emergent remote teaching of Physical Education shows potential to sustain a positive relationship to promote health and encourage a more active lifestyle when it is not possible to perform group activities. There was also a need for more research in the pedagogical area, so that the remote teaching of Physical Education can be effectively applied.

Keywords: physical education; emergency remote teaching; pandemic.

Resumen

En febrero de 2020, se publicaron, en Brasil, leyes y medidas provisionales de enfrentamiento a la pandemia causada por el virus SARS-CoV-2. A partir de eso, se cerraron escuelas y las clases entraron en un régimen de emergencia, remoto, online. Surge en ese contexto la interrogante sobre el impacto de la enseñanza de emergencia, remota, sobre la disciplina Educación Física, en lo relativo a la salud y al desarrollo psicosocial de los estudiantes. Por lo tanto, el objetivo de este estudio es verificar la posibilidad, en la educación a distancia, de reproducir los mismos efectos deseados en las clases presenciales de Educación Física, sobre la salud y el desarrollo psicosocial de niños y adolescentes, por medio de investigación bibliográfica cualitativa. La enseñanza remota de emergencia demuestra potencial para sostener una relación positiva en la promoción de la salud y para estimular un estilo de vida más activo cuando no es posible realizar actividades colectivas. Se pudo verificar, también, la necesidad de nuevas investigaciones en el área pedagógica, de modo que se aplique de forma eficaz la enseñanza remota de la Educación Física.

Palabras-clave: educación física; enseñanza remota de emergencia; pandemia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Diego Justechechen, Centro Universitário Internacional - Uninter

Acadêmico do curso de Bacharelado em Educação Física no Centro Universitário Internacional - Uninter. 

Katiuscia Mello Figuerôa, Uninter

Professora do Centro Universitário Internacional Uninter. 

Referências

AGÊNCIA BRASIL. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua [on-line]. Brasília: EBC, 2020. Disponível em: https://agenciabrasil.ebc.com.br/tags/pesquisa-nacional-por-amostra-de-domicilios-continua . Acesso em: 24 fev. 2022.

ALMEIDA, B. O.; ALVES, L. R. G. Letramento digital em tempos de COVID-19: uma análise da educação no contexto atual. Debates em Educação, [S. l.], v. 12, n. 28, p. 1-18, 2020. DOI: https://doi.org/10.28998/2175-6600.2020v12n28p1-18

BRASIL. Lei no 13.979, de 6 de fevereiro de 2020. Dispõe sobre as medidas para enfrentamento da emergência de saúde pública de importância internacional decorrente do coronavírus responsável pelo surto de 2019. Diário Oficial da União: seção 1, ed. 27, p. 1, Brasília, DF, 7 fev. 2020a. Disponível em: https://www.in.gov.br/en/web/dou/-/lei-n-13.979-de-6-de-fevereiro-de-2020-242078735. Acesso em: 24 fev. 2022.

BRASIL. Medida provisória no 934, de 1o de abril de 2020. Estabelece normas excepcionais sobre o ano letivo da educação básica e do ensino superior decorrentes das medidas para enfrentamento da situação de emergência de saúde pública de que trata a Lei no 13.979. Diário Oficial da União: seção 1, ed. 63-A, p. 1, Brasília, DF, 1 abr. 2020b. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2019-2022/2020/mpv/mpv934.htm. Acesso em: 24 fev. 2022.

CARMO JUNIOR, W. do. Motricidade humana: aproximações filosóficas sobre a corporeidade. 2005. Tese (Doutorado) — Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educação, Campinas, 2005. Disponível em: https://bdtd.ibict.br/vufind/Record/CAMP_a7feb7b48ee4700931724fbaa0dc2555. Acesso em: 24 fev. 2022.

CENTRO REGIONAL DE ESTUDOS PARA O DESENVOLVIMENTO DA SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO (CETIC). TIC Educação 2020 — edição COVID-19, metodologia adaptada. [S.l.]: CETIC; NIC; CGI, 31 ago. 2021a. Disponível em: https://cetic.br/media/analises/tic_educacao_2020_coletiva_imprensa.pdf. Acesso em: 24 fev. 2022.

CENTRO REGIONAL DE ESTUDOS PARA O DESENVOLVIMENTO DA SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO (CETIC). TIC Domicílios 2020: pesquisa sobre o uso das tecnologias de informação e comunicação nos domicílios brasileiros — edição COVID-19: metodologia adaptada [livro eletrônico]. Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR. 1. ed. São Paulo: Comitê Gestor da Internet no Brasil, 2021b. Disponível em: https://www.cetic.br/media/docs/publicacoes/2/20211124201233/tic_domicilios_2020_livro_eletronico.pdf. Acesso em: 24 fev. 2022.

COUTO, E. S.; COUTO, E. S.; CRUZ, I. de M. P. #Fiqueemcasa: educação na pandemia da COVID-19. Educação, Aracaju, v. 8, n. 3, p. 200-217, 2020. DOI: https://doi.org/10.17564/2316-3828.2020v8n3p200-217

FONSÊCA, P. N. da et al. Engajamento escolar: explicação a partir dos valores humanos. Psicologia Escolar e Educacional, São Paulo, v. 20, n. 3, p. 611-620, 2016. DOI: https://doi.org/10.1590/2175-3539201502031061

GBD 2019 DISEASES AND INJURIES COLLABORATORS. Global burden of 369 diseases and injuries in 204 countries and territories, 1990-2019: a systematic analysis for the Global Burden of Disease Study 2019. Lancet, London, v. 396, n. 10258, p. 1204-1222, 17 out. 2020. Disponível em: https://www.thelancet.com/journals/lancet/article/PIIS0140-6736(20)30925-9/fulltext#articleInformation. Acesso em: 24 fev. 2022.

GODOI, M. et al. As práticas do ensino remoto emergencial de educação física em escolas públicas durante a pandemia de COVID-19: reinvenção e desigualdade. Revista Prática Docente, Confresa, v. 6, n. 1, p. e012, 2021. DOI: 10.23926/RPD.2021.v6.n1.e012.id995

JULIÃO, F. Brasil registra mais de 24 mil novos casos e bate 23 milhões de infecções de Covid. CNN Brasil (on-line). São Paulo, 16 jan. 2022. Disponível em: https://www.cnnbrasil.com.br/saude/brasil-registra-mais-de-24-mil-novos-casos-e-bate-23-milhoes-de-infeccoes-de-covid/. Acesso em: 24 fev. 2022.

LORDANI, S. F. de S.; BLANCO, M. B.; COELHO NETO, J. Psicomotricidade na Educação Infantil: os desafios do ensino remoto emergencial na percepção dos pais e do professor de Educação Física. Olhares & Trilhas, Uberlândia, v. 23, n. 2, p. 447–467, 2021. DOI: https://doi.org/10.14393/OT2021v23.n.2.60023

MACEDO, L. M. M.; NEVES, L. E. de O. Práticas de Educação Física na pandemia por Covid-19. Ensino em Perspectivas, Fortaleza, v. 2, n. 3, p. 1-5, 2021. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/ensinoemperspectivas/article/view/6283. Acesso em: 24 fev. 2022.

MACHADO, R. B. et al. Educação física escolar em tempos de distanciamento social: panorama, desafios e enfrentamentos curriculares. Movimento, Porto Alegre, v. 26, p. e26081, dez. 2020. DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.106233

MERLEAU-PONTY, M.; MOURA, C. A. R. D. Fenomenologia da Percepção. 5. ed. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

POMIN, F. Educação física e escolar e regime domiciliar de exercícios. Linhas Crí-ticas, Brasília, v. 27, p. e36058, 2021. DOI: https://doi.org/10.26512/lc.v27.2021.36058

REGO, T. C. Vygotsky: uma perspectiva histórico-cultural da educação. 25. ed. Petropólis: Vozes, 2014.

ROCHA, R. Profissionais explicam a diferença entre ensino a distância e ensino remoto. Instituto Federal de Alagoas, 10 fev. 2021.

Disponível em: https://www2.ifal.edu.br/noticias/profissionais-explicam-a-diferenca-entre-ensino-remoto-e-ensino-a-distancia. Acesso em: 24 fev. 2022.

SANTOS, A. G. B. dos et al. Diagnóstico das aulas de Educação Física no estado do Rio Grande do Sul durante a pandemia da covid-19. EaD em Foco, Rio de Janeiro, v. 11, n. 2, 27 abr. 2021. DOI: https://doi.org/10.18264/eadf.v11i2.1300

SEVERINO, A. J. Metodologia do Trabalho Científico. São Paulo: Cortez, 2007.

WALLON, H. A Evolução psicológica da criança. 1. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2007.

WEISS, M. R. Teach the children well: a holistic approach to developing psychosocial and behavioral competencies through physical education. Quest, [S. l.], v. 63, n. 1, p. 55-65, 2011. Disponível em: https://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1080/00336297.2011.10483663. Acesso em: 24 fev. 2022.

WORLD HEALTH ORGANIZATION (WHO). Advice on the use of masks in the context of COVID-19: interim guidance. World Health Organization, 6 abr. 2020. Disponível em: https://apps.who.int/iris/handle/10665/331693. Acesso em: 24 fev. 2022.

ZANCHA, D. et al. Conhecimento dos professores de Educação Física Escolar sobre a abordagem saúde renovada e a temática saúde. Conexões, Campinas, v. 11, n. 1, p. 204–217, 2013. DOI: https://doi.org/10.20396/conex.v11i1.8637638

Publicado
2022-03-10