Perspectivas teológicas para preservação do meio ambiente em John Stott

  • Wellington Caetano de Oliveira
  • Cícero Manoel Bezerra

Resumo

Neste artigo se analisam as contribuições da teologia protestante de John Stott para o desenvolvimento de práticas de preservação do meio ambiente, com intuito de fornecer à Igreja cristã meios para atuar diretamente sobre a causa ambiental em prol da humanidade, tornando-se ativa e relevante na questão. Visto que a maioria das nações acredita no esgotamento dos recursos naturais, a Igreja cristã precisa oferecer soluções para proporcionar às gerações futuras um mundo sadio. Por meio de revisão bibliográfica, verificou-se a necessidade de envolvimento da Igreja cristã nas causas ecológicas, bem como de discussão do assunto na academia e com a população, de modo que se identifiquem problemas e se proponham soluções práticas e contínuas que alcancem a todos os setores da sociedade, particularmente a Igreja, cuja missão é proteger a criação divina que lhe foi confiada.

Palavras-chave: teologia; John Stott; meio ambiente; preservação.

Abstract

This article analyzes the John Stott's Protestant theology contributions to environmental preservation practices development, in order to provide the Christian Church means to act directly on the environmental cause on humanity’s behalf, becoming active and relevant on the issue. Since most nations believe in natural resources’ depletion, the Christian Church needs to offer solutions to provide a healthy world for future generations. Through literature review, it was verified the need for the Christian Church's involvement in ecological causes, as well as discussion of the subject in academia and with the population, in order to identify problems and propose practical and continuous solutions that reach all sectors of society, particularly the Church, whose mission is to protect the divine creation entrusted to it.

Keywords: theology; John Stott; environment; preservation.

Resumen

En este artículo se analizan las contribuciones de la teología protestante de John Stott para el desarrollo de prácticas de preservación del medioambiente, con la intención de ofrecerle a la Iglesia cristiana medios para actuar directamente sobre la causa ambiental en favor de la humanidad, y volverse activa y relevante en esa cuestión. Visto que la mayor parte de las naciones cree en el agotamiento de los recursos naturales, la Iglesia cristiana necesita ofrecer soluciones para entregarles a las futuras generaciones un mundo sano. Por medio de revisión bibliográfica, se constató la necesidad de que la Iglesia cristiana se involucrara en causas ecológicas, así como en discusiones sobre el tema en la academia y con la población, de forma que se identifiquen problemas y se propongan soluciones prácticas y continuas, que lleguen a todos los sectores de la sociedad, particularmente a la Iglesia, cuya misión es proteger la creación divina que le fue confiada.

Palabras-clave: teología; John Stott; medioambiente; preservación.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Wellington Caetano de Oliveira

Bacharelando em Teologia Bíblica Interconfessional pelo Centro Universitário Internacional.

Cícero Manoel Bezerra

Doutor em Teologia. Professor e coordenador da área de Humanidades no Centro Universitário Internacional UNINTER.

Referências

ALMEIDA, M. A crise ecológica e a teologia de Leonardo Boff: uma resposta na perspectiva da teologia evangelical. 2007. Dissertação (Mestrado em Ciências da Religião) — Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2007.

BÍBLIA. Português. Bíblia de Estudo Nova Almeida Atualizada. Trad. João Ferreira de Almeida. 3. ed. rev. atual. Barueri: Sociedade Bíblia do Brasil, 2017.

FERREIRA, E.; BATISTA, D. M. As contribuições da teologia da educação cristã para a conservação do meio ambiente. Caderno Intersaberes, Curitiba, v. 7, n. 11, p. 7-21, 2018. Disponível em: https://repositorio.uninter.com/bitstream/handle/1/337/TCC-EDICARLO%20FERREIRA%20RU%201510485.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 29 out. 2021.

FONTANA, R. L. et al. Teorias demográficas e o crescimento populacional no mundo. Ciências Humanas e Sociais, Aracaju, v. 2, n. 3, p. 113-124, mar. 2015. Disponível em: https://periodicos.set.edu.br/cadernohumanas/article/view/1951 . Acesso em: 29 out. 2021.

GEISLER, N. L. Ética cristã: opções e questões contemporâneas. 2. ed. São Paulo: Vida Nova, 2010.

JUNGES, J. R. As interfaces da teologia com a bioética. Perspectiva Teológica, [s.l.], v. 37, n. 101, p. 105-122, 2005. Disponível em: http://www.faje.edu.br/periodicos/index.php/perspectiva/article/view/416. Acesso em: 29 out. 2021.

JÚNIOR, Edgard. Unctad quer ações de países para enfrentar crises econômica e ambiental. Radio ONU. Nova York, 18 set. 2013. Disponível em: https://news.un.org/pt/audio/2013/09/1076391. Acesso em: 29 out. 2021.

MARTINS CARA, M. H. Quarta revolução industrial: um estudo bibliográfico da indústria 4.0 e suas principais tecnologias inseridas. 2019. Trabalho de Conclusão de Curso (Engenharia), Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, 2019.

MENDONÇA, F.; DIAS, M. A. Meio ambiente e sustentabilidade. Curitiba: InterSaberes, 2019.

POTT, C. M.; ESTRELA, C. C. Histórico ambiental: desastres ambientais e o despertar de um novo pensamento. Estudos Avançados, São Paulo, v. 31, n. 89, p. 271-283, 2017. DOI https://doi.org/10.1590/s0103-40142017.31890021

STOTT, J. O cristão em uma sociedade não cristã. 1. ed. São Paulo: Thomas Nelson Brasil, 2019.

UNITED NATIONS. World Population Prospects 2019: Highlights. New York: United Nations, 2019. Disponível em: https://population.un.org/wpp/Publications/Files/WPP2019_Highlights.pdf. Acesso em: 29 out. 2021.

VASCONCELOS, J. A. Fundamentos filosóficos da educação. 2. ed. Curitiba: InterSaberes, 2017.

Publicado
2021-11-05