Onde está o professor de geografia? Por que ele foi embora?

  • Simone Pereira Ferreira
  • Vera Scheller Rocha UNINTER EDUCACIONAL S/A

Resumo

Apresento uma pesquisa bibliográfica acerca dos motivos que levam um professor recém-formado a abandonar a carreira docente. Após analisar artigos sobre formação de professores e abandono da profissão em diferentes localidades, épocas e em várias formações de licenciatura, concluo que os motivos se repetem, tanto para o licenciado em Geografia quanto para qualquer outro e que na formação universitária se deveria dar mais atenção a essas necessidades básicas para que os egressos tivessem um melhor preparo para o trabalho quotidiano na escola.

Palavras-chave: formação de professores; insatisfação do professor; deficiência na formação de professores; professor de Geografia; abandono da docência.

Abstract

This work is bibliographical research about the reasons that lead a newly graduated teacher to abandon the teaching career. After analyzing articles on teacher education and abandonment of the profession in different localities, periods, and in various undergraduate courses, I conclude that the reasons are repeated, both for graduates in geography and any other degree, and that in university education should be given more attention to these basic needs so that these graduates have better preparation for the day to day at school.

Keywords: teacher training; teacher dissatisfaction; teacher training deficiency; Geography teacher; abandoning of teaching profession.

Resumen

Presento una investigación bibliográfica sobre las razones que llevan a un profesor recién graduado a abandonar la carrera docente. Después de analizar artículos sobre la formación del profesorado y el abandono de la profesión en diferentes localidades, tiempos y en diversos cursos de pregrado, concluyo que las razones se repiten, tanto para los graduados en Geografía como para cualquier otro y que en la educación universitaria se debe prestar más atención a estas necesidades básicas para que los graduados tengan una mejor preparación para el trabajo cotidiano en la escuela.

Palabras-clave: formación docente; insatisfacción docente; deficiencia en la formación docente; profesor de Geografía; abandono de la docencia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Simone Pereira Ferreira

Aluna do curso de Licenciatura em Geografia da Uninter. Dra em Sensoriamento Remoto – UFRGS. https://orcid.org/0000-0001-7325-5221

Vera Scheller Rocha, UNINTER EDUCACIONAL S/A

Docente e Tutora da Área de Geociências do Centro Universitário Internacional UNINTER.

Referências

ARAGÃO, Érica. Salário de professor do ensino médio brasileiro é o pior do mundo, segundo OCDE. In: CNTE. Brasília: 11 set. 2020. Disponível em: https://www.cnte.org.br/index.php/menu/comunicacao/posts/cnte-na-midia/73441-salario-de-professor-do-ensino-medio-brasileiro-e-o-pior-do-mundo-segundo-ocde. Acesso em: 19 jan. 2021.

BARBER, Micheel; MOURSHED, Mona. How the world’s best-performing school systems come out on top. In: Mckinsey & Company. [S. l.], Sept 1, 2007.

BONNEAU, Ana Paula Buzetto. Representação e docência no filme “A onda”. REDISCO – Revista Eletrônica de Estudos do Discurso e do Corpo, Vitória da Conquista-BA, v. 7, n. 1, 2015. Disponível em: https://periodicos2.uesb.br/index.php/redisco/article/view/2641. Acesso em: 19 jan. 2021.

CARVALHO, Marie Jane Soares; BORDAS, Mérion Campos; ARAGÓN, Rosane. Formação de professores: pressupostos pedagógicos do curso de Licenciatura em Pedagogia/EAD. Informática na educação: teoria & prática, Porto Alegre, v. 8, n. 1, p. 143-167, jan./jun. 2005.

CONCEIÇÃO, Cristina; DE SOUSA, Óscar. Ser professor hoje. O que pensam os professores das suas competências. Revista Lusófona de Educação, Lisboa, n. 20, p. 81–98, 2012. Disponível em: http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-72502012000100006&nrm=iso. Acesso em: 19 jan. 2021.

CRESWELL, John W. Projeto de pesquisa: métodos qualitativo, quantitativo e misto. Tradução Luciana de Oliveira da Rocha. 2. ed. Porto Alegre: Artmed, 2007. 248 p. ISBN 978-85-363-0892-0.

FANTIN, Maria Eneida; TAUSCHECK, Neusa Maria; NEVES, Diogo Labiak. Metodologia do ensino de geografia. 1. ed. Curitiba: Intersaberes, 2013.

FAVA-DE-MORAES, FLAVIO; FAVA, MARCELO. A iniciação científica: muitas vantagens e poucos riscos. São Paulo em Perspectiva, São Paulo, v. 14, n. 1, p. 73–77, 2000. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0102-88392000000100008. Acesso em: 19 jan. 2021.

FINO, C. N. Inovação pedagógica: significado e campo (de investigação). In: MENDONÇA, Alice; BENTO, António (org). Educação em tempo de mudança. Funchal: Grafimadeira, 2008. p. 277-287.

FONSECA, Mônica Padilha. Porque desisti de ser professora: um estudo sobre a evasão docente. 2013. 135 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade de Brasília, Brasília, 2013.

FREIRE, Paulo. Carta de Paulo Freire aos professores. Estudos Avançados, São Paulo, v. 15, n. 42, p. 259–268, 2001. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142001000200013&nrm=iso. Acesso em: 19 jan. 2021.

GATTI, Bernadete A. Critérios de qualidade. In: ALMEIDA, Maria Elizabeth Bianconcini de; MORAN, José Manuel (org.). Integração das tecnologias na educação. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação a Distância, 2005. p. 143–145.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

GIOLO, Jaime. A educação a distância e a formação de professores. Educação & Sociedade, Campinas – SP, v. 29, n. 105, p. 1211–1234, 2008. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-73302008000400013&nrm=iso. Acesso em: 19 jan. 2021.

GONZÁLEZ-ESCOBAR, Mary et al. Abandono docente en América Latina: revisión de la literatura. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 50, n. 176, p. 592–604, abr./jun. 2020. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-15742020000200592&lang=en. Acesso em: 19 jan. 2021.

GROCHOSKA, Marcia Andreia; GOUVEIA, Andréa Barbosa. Professores e qualidade de vida: reflexões sobre valorização do magistério na educação básica. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 46, 2020.

GUISSO, Luciane. Desafios no processo de escolarização: sentidos atribuídos por professores dos anos iniciais do ensino fundamental. 2017. 174 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2017.

GUISSO, Luciane; GESSER, Marivete. Sentidos atribuídos pelos professores de séries iniciais aos desafios na carreira docente. Pro-Posisições, Campinas – SP, v. 30, 2019. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73072019000100529&nrm=iso. Acesso em: 19 jan. 2021.

INEP, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Relatório Síntese de Área. Geografia (Bacharelado/Licenciatura). Brasília: MEC/INEP, 2017.

INEP, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Sinopse Estatística da Educação Superior 2018. Brasília: MEC/INEP, 2018.

LAPO, Flavinês Rebolo; BUENO, Belmira Oliveira. Professores, desencanto com a profissão e abandono do magistério. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, n. 118, p. 65–88, 2003.

LEMOS, José Carlos Galvão. Do encanto ao desencanto, da permanência ao abandono: o trabalho docente e a construção da identidade profissional. 2009. 315 f. Tese (Doutorado em Educação) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2009.

LIBÂNEO, José Carlos. A aprendizagem escolar e a formação de professores na perspectiva da psicologia histórico-cultural e da teoria da atividade. Educar em Revista, Curitiba, v. 20, n. 24, p. 113–147, 2004.

LOUZANO, Paula et al. Quem quer ser professor? Atratividade, seleção e formação do docente no Brasil. Estudos em Avaliação Educacional, São Paulo, v. 21, n. 47, p. 543–568, set./dez. 2010.

MARIANO, André Luiz Sena. A construção do início da docência: um olhar a partir das produções da ANPEd e do ENDIPE. 2006. 156 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos - SP, 2006.

MERLÍ. Criado por Héctor Lozano. Intérpretes: Francesc Orella, David Solans, Candela

Antón et al. [S. l.]: Netflix, Espanhol, Séries Teen, 2017.

NETO, Alexandre Shigunov; MACIEL, Lizete Shizue Bomura. Refletindo sobre o passado, o presente e as propostas futuras na formação de professores. Revista Internacional de Formação de Professores, Itapetininga – SP, v. 1, n. 2, p. 172–186, abr./jun. 2016.

OECD. Professores são importantes. São Paulo: Moderna, 2007. Disponível em: https://doi.org/10.1787/9789264065529-pt. Acesso em: 14 jan. 2021.

PALAZZO, Janete; GOMES, Candido Alberto. Professores de menos, licenciados demais? Educação Online, Rio de Janeiro, n. 15, p. 14–35, 2014.

PELLI, Débora; VIEIRA, Flávio César Freitas. História da Educação na modalidade a distância. In: CIET: EnPED, 2018, São Carlos. Anais [...]. São Carlos: UFSCar, 2018.

PINHO, Maria José de. Ciência e ensino: contribuições da iniciação científica na educação superior. Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior, Campinas; Sorocaba, v. 22, n. 3, p. 658–675, set./dez. 2017.

PRETI, Oreste; ALONSO, Katia Morosov. O núcleo de educação aberta e a distância da UFMT: uma mirada para um passado presente (1992-2005). Revista de Educação Pública, Cuiabá, v. 25, n. 59/1, p. 312–327, maio/ago. 2016.

PUIATI, Lidiane Limana. Iniciação à docência na formação inicial de professores: possíveis relações entre cursos de licenciatura e subprojetos PIBID/CAPES na UFSM. 2014. 283 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria- RS, 2014.

RITA. Criação de Christian Torpe. Intérpretes: Mille Dinesen, Lise Baastrup, Carsten Bjørnlund et al. [S. l.]: Netflix, Dinamarquês, Séries Escandinavas, 2020.

ROMANOWSKI, Joana Paulin; ENS, Romilda Teodora. As pesquisas denominadas do tipo "estado da arte" em educação. Revista Diálogo Educacional, Curitiba, v. 6, n. 19, p. 37–50, 2006.

SALTINI, Márcia Regina; VIDAL, Aline Gomes; SOBRINHO, Afonso Soares Oliveira. Políticas públicas de educação e precarização do trabalho em São Paulo: o abandono da profissão docente na rede pública estadual. Trabalho & Educação, Belo Horizonte, v. 23, n. 1, p. 99–117, jan./abr. 2014.

SARAVIA, Luis Miguel; FLORES, Isabel. La formación de maestros en América Latina. Estudio realizado en diez países. Lima: Ministerio de Educación de Perú, 2005.

SILVA, Kátia Augusta Curado Pinheiro Cordeiro da. Professores em início de carreira: as dificuldades de descobertas do trabalho docente no cotidiano da escola. In: REUNIÃO NACIONAL DA ANPED, 38., 2017, São Luís MA. Anais [...]. São Luís MA: UFMA, 2017. Disponível em: http://38reuniao.anped.org.br/sites/default/files/resources/programacao/trabalhoencom_38anped_2017_gt08_i_textokatiacurado.pdf. Acesso em: 18 jan. 2021.

VEENMAN, Simon. Perceived problems of beginning teachers. Review of Educational Research, [s. l.], v. 54, n. 2, p. 143-178, 1984. Disponível em: https://doi.org/10.3102/00346543054002143. Acesso em: 19 jan. 2021.

Vieira, Elisandra Felix. Sentidos e significados que professores atuando em escolas de periferia constituem para as dificuldades e desafios encontrados em sua profissão. 2013. 174 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2013.

ZAGURY, Tania. O professor refém: para pais e professores entenderem por que fracassa a educação no Brasil. Rio de Janeiro: Record, 2006.

Publicado
2021-07-20