Pedagogia moral e intelectual proposta por Platão

Resumo

Este texto tem por finalidade analisar as questões consoantes à problemática da formação do homem para a vida na sociedade da Grécia antiga, em uma perspectiva moral e intelectual; também discutir acerca da ensinabilidade e o caráter epistemológico e metafísico da virtude, a fim de demonstrar sua relevância pedagógica para a formação política e social. Para tanto, buscou-se investigar como se dá a relação entre a pedagogia moral e intelectual no diálogo A República. No Mênon, analisou-se o problema epistemológico da virtude e as bases metafísicas que fundamentam uma vida virtuosa, visando encontrar os elementos fundamentais para a formação do sujeito na polis idealizada por Platão.

Palavras-chave: Platão; educação; moral; intelectual.

Abstract

This text aims to analyze the questions related to the issue of the formation of man for life in ancient Greek society, from a moral and intellectual perspective; it also discusses the teachability and the epistemological and metaphysical character of virtue, to demonstrate its pedagogical relevance for political and social formation. Therefore, we sought to investigate the relationship between moral and intellectual pedagogy in the dialogue The Republic. In Ménon, the epistemological problem of virtue and the metaphysical bases that underlie a virtuous life were analyzed, aiming to find the fundamental elements for the formation of the subject in the polis idealized by Plato.

Keywords: Plato; education; moral; intellectual.

Resumen

Este texto tiene la finalidad de analizar cuestiones relacionadas con la problemática de la formación del hombre para la vida en la sociedad de la Grecia antigua, desde una perspectiva moral e intelectual; también discutir si la virtud puede ser enseñada y su carácter epistemológico y metafísico, con el fin de demostrar su relevancia pedagógica para la formación política y social. Por ello, buscamos indagar cómo se da la relación entre la pedagogía moral e intelectual en el diálogo La República. En el Menón se analizó el problema epistemológico de la virtud y las bases metafísicas que subyacen a una vida virtuosa, con el objetivo de encontrar los elementos fundamentales para la formación del sujeto en la polis idealizada por Platón.

Palabras-clave: Platón; educación; moral; intelectual.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Edson de Oliveira Silva, Universidade Federal da Paraíba

Possui Graduação em Licenciatura em Filosofia pela Universidade Federal de Pernambuco (2015), Especialização em Educação, Diversidade e Cidadania pela Faculdade Educacional da Lapa (2017), Mestrado em Filosofia pela Universidade Federal da Paraíba (2020) e Graduando em Licenciatura em História pela Universidade Federal Rural de Pernambuco. Tem experiência na área de História da Filosofia, Filosofia Antiga, Filosofia da Educação com ênfase em Filosofia. Realizou Estágio Docência do PPGF/UFPB na disciplina de Teorias Políticas Clássicas do Bacharelado em Ciências Sociais da UFRPE. Foi colaborador do Grupo de Pesquisa Gestão Ambiental de Pernambuco - GAMPE/UFRPE e participou do Grupo de Pesquisa MODERNIDADE/COLONIALIDADE - DECISO/UFRPE. Atualmente é professor voluntário no Pré-Vestibular Portal UFPE, Monitor Apoiador do Núcleo de Acessibilidade da UFRPE e participa do Grupo de Estudo Dynamis de Filosofia Antiga do Departamento de Filosofia da UFPE.

Maria Aparecida Vieira de Melo, UFRN

Doutora em Educação pela UFPB (2020). Mestra em Educação, Culturas e Identidades pela UFRPE/FUNDAJ (2015). Pedagoga pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (2010). Especialista em: Psicopedagogia (2012); Gestão Pedagógica (2013); Educação em direitos humanos (2014), Educação do campo (2015), História e cultura dos povos indígenas (2015), Tecnologias e artes (2019). Líder do Grupo de Pesquisas: Estudos e Pesquisas da Educação em Paulo Freire (GPEPEPF/UFRN), Pesquisadora do Núcleo de Estudos Agrários e Dinâmicas Territoriais da Universidade Federal de Alagoas (NUAGRÁRIO/UFAL), Pesquisadora do Laboratório de Educação, Novas Tecnologias e Estudos Étnico-Raciais (LENTE/UFRN), e do Grupo de Estudo e Pesquisas Discursos e Imagem Visual em Educação (GEPDIVE/UFPB). Interesses em: Educação do campo, educação popular, movimentos sociais, processos educativos, interdisciplinaridade. Formação de professores. Gestão pedagógica e Políticas educacionais. Livros didáticos. EJA. Transdisciplinaridade. Estágio supervisionado. EAD. Análise Arqueológica do Discurso (AAD). Pedagogia Social.

Referências

ABBAGNANO, Nicolas. Dicionário de filosofia. 6. ed. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2012.

ARANHA, Maria Lúcia de Arruda. História da educação e da pedagogia: geral e Brasil. 3. ed. São Paulo: Moderna, 2006.

BARKER, Ernest. Teoria política grega. Brasília: Editora UnB, 1983.

BLACKBURN, Simon. A República de Platão – uma biografia. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2007.

BRISSON, Luc. Platão. In: PRADEAU, Jean-François. História da filosofia. Trad. James Bastos Arêas e Noéli Correia de Melo Sobrinho. Petrópolis: Vozes; Rio de Janeiro: PUC-Rio, 2011.

CAMBI, Franco. História da pedagogia. Tradução Álvaro Lorencini. São Paulo: Editora UNESP, 1999.

CASERTANO, G. Uma introdução à República de Platão. São Paulo: Paulus, 2011.

FERREIRA DA SILVA, André Gustavo. O conhecer e o educar em Platão: a anamnesis apresentada no “Menon” como condição de possibilidade da paidéia apresentada na “República”. In: ANPED, 32., 2009, Caxambu – MG. Anais [...]. Caxambu: ANPED, 2009. GT: Filosofia da Educação. n. 17.

FREITAG, Barbara. O individuo em formação: diálogos interdisciplinares sobre a educação. 3. ed. São Paulo: Cortez, 2001.

GUTHRIE, W.C. K. Historia de la filosofia griega. Tradução espanhola de A. Medina González. Madrid: Gredos, 1991. v. 4.

HARE, R. M. Platão. São Paulo: Edições Loyola, 2000.

HAVELOCK, Eric. Prefácio a Platão. Tradução de Enid Abreu Dobránzsky. Campinas: Papirus, 1996.

JAEGER, Werner. Paidéia: a formação do homem grego. São Paulo: Martins Fontes, 2013.

LUCKESI, C. C. Filosofia da educação. 3. ed. São Paulo: Editora Cortez, 2011.

LUISE, Fulvia de. A política dos prazeres. Todos os homens da Kallipolis. In: XAVIER, Dennys Garcia; CORNELLI, Gabriele (org.). A República de Platão: outros olhares. São Paulo: Edições Loyola, 2011.

LUZURIAGA, Lorenzo. História da educação e da pedagogia. 10. ed. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1978.

MACINTYRE, Alasdair. Justiça de quem? Qual racionalidade? Tradução de Marcelo P. Marques. São Paulo: Loyola, 1991.

NAILS, Debra. The people of Plato. A prosopography of Plato and other socratics. Indianapolis/ Cambridge: Hackett Publishing, 2002.

NIETZSCHE. Genealogia da moral. Uma polemica. Trad. Paulo C. de Souza. São Paulo: Companhia das Letras, 1998.

NUSSBAUM, Martha C. A fragilidade da bondade: fortuna e ética na tragédia e na filosofia grega. Trad. Ana Aguiar Cotrim. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2009.

OLIVEIRA, Richard R. Areté e vida primitiva: uma comparação entre o livro II da República e o livro III das Leis. Kléos, Rio de janeiro, n. 9/10, p. 115-143, jul. 2005/jul. 2006.

PAVIANI, Jayme. As origens da ética em Platão. Petrópolis: Vozes, 2013.

PAVIANI, Jayme. Platão e a República. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2004.

PLATÃO. A República. Tradução Anna Lia Amaral de Almeida Prado. São Paulo: Martins Fontes, 2006.

PLATÃO. A República. Tradução, introdução e notas Maria H. da Rocha Pereira. Lisboa: Calouste Gulbenkian, 1997.

PLATÃO. Mênon. Trad. Moura Iglésias. Rio Janeiro: Ed. PUC-Rio; São Paulo: Ed. Loyola, 2001.

ROSA, Maria da Gloria de. A história da educação através dos textos. 8. ed. São Paulo: Cultrix, s/d.

SANTOS, José Gabriel Trindade. Platão: A construção do conhecimento. São Paulo: Paulus, 2012.

SCIACCA, Michele Frederico. El problema de la educación en la historia del pensamiento occidental. Barcelona: Luis Miracle, 1957.

SCOLNICOV, Samuel. Platão e o problema educacional. São Paulo: Loyola, 2006.

TRABATTONI, Franco. Platão. Tradução de Rineu Quinalia. São Paulo: Annablume, 2010.

VAZ, Henrique C. de Lima. Platônica. São Paulo: Edições Loyola, 2011.

VEGETTI, Mario. A ética dos antigos. Tradução José Bertolini. São Paulo: Paulus, 2014.

VERNANT, Jean-Pierre. As origens do pensamento grego. Trad. Ísis Borges B. da Fonseca. 21. ed. Rio de Janeiro: Difel, 2013.

VOEGELIN, Eric. Platão e Aristóteles. Tradução Cecília Camargo Bartalotti. São Paulo: Edições Loyola, 2009.

XAVIER, Dennys Garcia; CORNELLI, Gabriele (org.). A República de Platão: outros olhares. São Paulo: Edições Loyola, 2011.

Publicado
2022-05-20