A urgência da aprendizagem do idioma português para os imigrantes japoneses no Brasil dos anos 1940

Autores

Resumo

Este artigo pretende apresentar uma análise histórica sobre a conduta dos imigrantes japoneses, que experimentaram níveis diferentes de percepção e atribuição de relevância para o ensino e a aprendizagem ora do idioma japonês, ora do português. O artigo mantém o foco na mudança de comportamento desses imigrantes ao longo dos anos, desde 1908 até final dos anos 1940, destacando o alto interesse que tinham na transmissão do idioma japonês para seus sucessores (em um primeiro momento) e, por vezes, o estímulo à aprendizagem do idioma português — especialmente na década de 1940. Apoiado em pesquisa bibliográfica, o texto expõe alguns momentos de oscilação das relações diplomáticas entre o Brasil e o Japão e questiona a possível influência dessa inconstância na transmissão do idioma entre as gerações. A pesquisa documental, por sua vez, ajudou a ilustrar este artigo, trazendo luz a um material inédito de iniciativa de um imigrante japonês, Takahide Daijó, que desenvolveu e publicou, em meados da turbulenta década de 1930, o material intitulado Método Prático da Língua Japonesa.

Palavras-chave: imigração japonesa; idioma; história; memória.

Abstract

This article aims to present a historical analysis of the conduct of Japanese immigrants, who experienced different levels of perception and attribution of relevance to the teaching and learning of both Japanese and Portuguese. The article focus on the behavior changing of these immigrants over the years, from 1908 to the late 1940s, highlighting the high interest they had in transmitting the Japanese language to their successors (at first) and sometimes stimulating the learning of the Portuguese language — especially in the 1940s. Based on bibliographic research, the text exposes some moments of oscillation of diplomatic relations between Brazil and Japan and questions the possible influence of this inconstancy in the transmission of the language between generations. The documentary research, in turn, helped to illustrate this article, bringing light to an unpublished material initiated by a Japanese immigrant, Takahide Daijó, who developed and published, in the mid-1930s, the material entitled Practical Method of the Japanese Language.

Keywords: Japanese immigration; language; history; memory.

Resumen

Este artículo pretende presentar un análisis histórico sobre la conducta de los inmigrantes japoneses, que desarrollaron distintos niveles de percepción y atribución de relevancia para la enseñanza y aprendizaje ora del idioma japonés, ora del portugués. El artículo mantiene su foco en el cambio de comportamiento de esos inmigrantes a lo largo de los años, desde 1908 hasta finales de los 40, destacando el alto interés que tenían en la trasmisión del idioma japonés para sus sucesores (en un primer momento) y, muchas veces, en el estímulo al aprendizaje del portugués — especialmente en la década de los 40. Apoyado en investigación bibliográfica, el texto expone algunos momentos de oscilación en las relaciones diplomáticas entre Brasil y Japón y se interesa por una posible influencia de esa inconstancia en la trasmisión del idioma entre generaciones. La investigación documental, a su vez, permitió ilustrar este artículo, trayendo a la luz un material inédito de iniciativa de un inmigrante japonés, Takahide Daijó, que desarrolló y publicó, en la mitad de la turbulenta década de los treinta, un material titulado Método Práctico de la Lengua Japonesa.

Palabras-clave: inmigración japonesa; idioma; historia; memoria.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Harry Takahide Daijo, Centro Universitário Internacional Uninter

Bacharelando em História pelo Centro Universitário Internacional UNINTER.

André Luiz Moscaleski Cavazzani, Centro Universitário Internacional Uninter

Doutor em História Social pela Universidade de São Paulo e professor do Centro Universitário Internacional UNINTER

Referências

ARAI, J. Viajantes do sol nascente: histórias dos imigrantes japoneses. São Paulo: Garçoni, 2003.

ARAI, J; HIRASAKI, C. Arigatô: a emocionante história dos imigrantes japoneses no Brasil. São Paulo: JBC, 2008.

BIRELLO, V.B.; LESSA, P. A imigração japonesa do passado e a imigração inversa, questão gênero e gerações na economia. Divers@ Rev. Elet. Interdisc., Matinhos, v. 1, n. 1, p. 68-82, jul./dez. 2008.

BUENO, E. Brasil: uma história. São Paulo: Leya, 2013.

CARNEIRO, M. L. T.; TAKEUCHI, M. Y (org.). Imigrantes japoneses no Brasil: trajetória, imaginário e memória. São Paulo: Edusp, 2010.

CARNEIRO, M. L. T. A Biotipia do imigrante ideal: nem negro, nem semita, nem japonês. In: CARNEIRO, M. L. T.; TAKEUCHI, M. Y. (org.). Imigrantes japoneses no Brasil: trajetória, imaginário e memória. São Paulo: Edusp, 2010.

DAIJÓ, Takahide. Método prático da língua japonesa. São Paulo: [s. n.], 1936. 3 v.

HASHIMOTO, F.; TANNO, J. L.; OKAMOTO, M. S. (org.). Cem anos da imigração japonesa: história, memória e arte. São Paulo: Unesp, 2008.

HENSHALL, K. História do Japão. Lisboa: Edições 70, 2017.

MORIWAKI, R.; NAKATA, M. História do ensino da língua japonesa no Brasil. São Paulo: Unicamp, 2008.

KIYOTANI M; YAMASHIRO J. Do Kasato-Maru até a década de 20. In: SOCIEDADE BRASILEIRA DE CULTURA JAPONESA. Uma epopéia moderna: 80 anos da imigração japonesa no Brasil. São Paulo: HUCITEC; 1992. p.63-135.

TAKEUCHI, M. Y. O Império do Sol Nascente no Brasil: Entre a idealização e a realidade. In: CARNEIRO, M. L. T.; TAKEUCHI, M. Y. (org.). Imigrantes japoneses no Brasil: trajetória, imaginário e memória. São Paulo: Edusp, 2010.

TANNO, J. L. Formas de sociabilidade e inserção de imigrantes japoneses e seus descendentes na sociedade paulista. 1930-1970. In: HASHIMOTO, F.; TANNO, J. L.; OKAMOTO, M. S. (org.). Cem anos da imigração japonesa: história, memória e arte. São Paulo: Unesp, 2008.

Downloads

Publicado

2022-07-25