Proposta para implantação do ensino híbrido nas escolas públicas nos anos iniciais do ensino fundamental

  • Gislaine Faeza Galvao Uninter
  • Jucimara de Barros Bandeira

Resumo

Este trabalho é uma pesquisa bibliográfica de abordagem qualitativa, que apresenta uma proposta sobre a possibilidade de implantação dos modelos sustentados do ensino híbrido (sala de aula invertida, rotação por estações e laboratório rotacional), nos anos iniciais do ensino fundamental. Para tal, iniciamos com um breve histórico das primeiras formações de professores no Brasil, do legado dos jesuítas na história da educação, bem como os seus reflexos na educação atual. Na sequência, falamos sobre a evolução da tecnologia e as novas competências exigidas ao professor do século XXI, destacando a necessidade de formação continuada para que se inovem as metodologias em sala de aula e para atender a atual demanda. Estudamos o conceito de híbrido e depois abordamos as especificidades de cada modelo sustentado, tendo como foco a personalização da educação, com o aluno como centro e o professor como facilitador e/ou mediador do processo. Analisamos o conceito de múltiplas inteligências de Gardner, já que é preciso considerar a singularidade de cada criança. Abordamos os aspectos culturais, sociais, políticos e econômicos que impactam a realidade das escolas públicas, porém enfatizando que é possível o professor utilizar os modelos sustentados do ensino híbrido com os recursos disponíveis na escola. O professor deverá fazer da escola um espaço de formação constante, a “casa comum”, buscando refletir diariamente sobre a sua prática, em uma perspectiva crítico-reflexiva. Para tal, sugeriu-se montar um “grupo de experimentação”, formado por professores das mais diversas disciplinas, para realizar as primeiras experiências com os modelos em questão. Como multiplicadores do conhecimento, esses docentes apresentariam a proposta aos demais, para orientá-los. A proposta de formação continuada está centrada em uma perspectiva transdisciplinar e no trabalho com projetos ligados aos temas transversais; apresentamos um quadro colaborativo, com sugestões de planos de aula, com base nas habilidades da BNCC.

Palavras-chave: ensino híbrido; professor; personalização; aprendizagem.

Abstract

This work is bibliographic research with a qualitative approach, which presents a proposal on the possibility of implementing the sustained models of blended learning (flipped classroom, station rotation, and lab rotation), in the early years of elementary school. To this end, we begin with a brief history of the first teacher training in Brazil, the legacy of the Jesuits in the history of education, as well as their reflections on current education. Next, we talk about the evolution of technology and the new skills required of the 21st-century teacher, highlighting the need for continuing education to innovate methodologies in the classroom and to meet the current demand. We study the concept of blended learning and then address the specificities of each sustained model, focusing on the personalization of education, with the student as the center and the teacher as the facilitator and/or mediator of the process. We analyzed Gardner's concept of multiple intelligences, since it is necessary to consider the uniqueness of each child. We address the cultural, social, political, and economic aspects that impact the reality of public schools, but emphasize that teachers can use the sustained models of blended learning with the resources available in the school. The teacher should make the school a space of constant formation, the "common house", seeking to reflect daily on their practice, from a critical-reflective perspective. For this purpose, it was suggested to set up an “experimentation group”, formed by teachers from the most diverse disciplines, to carry out the first experiments with the models in question. As knowledge multipliers, these teachers would present the proposal to others to guide them. The proposal for continuing education is centered on a transdisciplinary perspective and on working with projects related to cross-cutting themes; we present a collaborative framework, with suggestions for lesson plans, based on the skills of the BNCC.

Keywords: blended learning; teacher; personalization; learning.

Resumen

Este trabajo es una investigación bibliográfica de orden cualitativo, que presenta una propuesta sobre la posibilidad de implantación de los modelos de la educación híbrida (clases invertidas, rotación por estación y laboratorio de rotación), en los primeros grados de la educación inicial. Para ello, iniciamos con un breve recuento de la formación inicial de docentes en Brasil, del legado de los jesuitas en la historia de la educación, así como de sus reflejos en la educación actual. Luego, hablamos sobre la evolución de la tecnología y las nuevas competencias exigidas al docente en el siglo XXI, con destaque en la formación continua, para que se innoven las metodologías usadas en clase y para atender a la demanda actual. Estudiamos el concepto de educación híbrida y luego presentamos las especificidades de cada modelo, con foco en la personalización de la educación, que pone al alumno como centro y al maestro como facilitador y/o mediador del proceso. Analizamos el concepto de inteligencias múltiples de Gardner, una vez que es necesario considerar la singularidad de cada niño. Tratamos los aspectos culturales, sociales, políticos y económicos que inciden sobre la realidad de las escuelas públicas, resaltando, sin embargo, que es posible que el maestro utilice los modelos de la educación híbrida con los recursos disponibles en la escuela. El maestro deberá hacer de la escuela un espacio de formación continua, la “casa común”, y tratar de reflexionar diariamente sobre su práctica, desde una perspectiva crítico-reflexiva. Para ello, se sugiere montar un “grupo experimental”, formado por profesores de las más diversas disciplinas, para realizar las primeras experiencias con los modelos en cuestión. Como multiplicadores del conocimiento, esos docentes presentarían la propuesta a los demás, para orientarlos. La propuesta de formación continua está centrada en una perspectiva transdisciplinaria y en el trabajo con proyectos relativos a los temas transversales; presentamos un cuadro colaborativo, con sugerencias de planes de clases, sobre la base de las habilidades de la BNCC.

Palabras-clave: educación híbrida; maestro; personalización; aprendizaje.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gislaine Faeza Galvao, Uninter

Acadêmica do Curso de Licenciatura em Pedagogia no Centro Universitário Internacional UNINTER.

Jucimara de Barros Bandeira

Mestre em Educação. Professora no Centro Universitário Internacional Uninter. Professora no Centro Universitário Internacional UNINTER.

Referências

BACICH, L., TANZI NETO, A.; TREVISANI, F. M. Ensino híbrido: personalização e tecnologia da educação. Porto Alegre: Penso, 2015.

BACICH, L. Metodologias ativas: desafios e possibilidades. Inovação em educação, [s. l.], 24 jun. 2018. Disponível em: https://lilianbacich.com/2018/07/24/metodologias-ativas/. Acesso em: 15 maio 2021.

BARBOSA, Laura Monte Serrat. Temas transversais. 1. ed. Curitiba: Intersaberes,

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC, 2017. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf. Acesso em: 04 dez. 2020.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais : terceiro e quarto ciclos: apresentação dos temas transversais. Brasília: MEC/SEF, 1998. 436 p.

DEMO, Pedro. Educar pela pesquisa. 6. ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2003.

EDUCAÇÃO SOB medida. PORVIR, São Paulo, [s. d.]. Disponível em: https://personalizacao.porvir.org/#indice. Acesso em: 25 maio 2021.

ENSINO HÍBRIDO é o único jeito de transformar a educação. Entrevistadora: Patrícia Gomes. Entrevistado: Michael Horn. Porvir, São Paulo, 20 fev. 2014. Disponível em: https://porvir.org/ensino-hibrido-e-unico-jeito-de-transformar-educacao. Acesso em: 18 ago. 2020.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 30. ed. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

GADOTTI, Moacir. História das ideias pedagógicas. 8. ed. São Paulo: Ática, 2002.

GADOTTI, M. Projeto político- pedagógico da escola - fundamentos para a sua realização. In: GADOTTI, M.; ROMÃO, J.E. (org.). Autonomia da escola: princípios e propostas. 5. ed. São Paulo: Cortez, 2002b.

HORN, M. B.; STAKER, H. Blended: usando a inovação disruptiva para aprimorar a educação. Tradução: Maria Cristina Gularte Monteiro. Porto Alegre: Penso, 2015.

IMBERNÓN, F. Pedagogia Freinet: a atualidade das invariantes pedagógicas. Porto Alegre: Penso, 2010.

KRAVISKI, Mariane. Formar-se para formar: formação continuada de professores da educação superior — em serviço — em metodologias ativas e ensino híbrido. 2019. 133 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Educação e Novas Tecnologias) – UNINTER, Curitiba, 2019.

MENEZES, Ebenezer Takuno de. Verbete transdisciplinaridade. Dicionário Interativo da Educação Brasileira - EducaBrasil. São Paulo: Midiamix Editora, 2001. Disponível em: https://www.educabrasil.com.br/transdisciplinaridade/. Acesso em: 11 mai 2021.

MORAN, José. Aprender e ensinar com foco na educação híbrida. Educação transformadora. 24 jun. 2015. Disponível em: https://moran10.blogspot.com/2015/06/aprender-e-ensinar-com-foco-na-educacao.html. Acesso em: 15 maio 2021.

MORAN, José. Educação híbrida: um conceito chave para a educação, hoje. In: BACICH, L., TANZI NETO, A.; TREVISANI, F. M. Ensino híbrido: personalização e tecnologia da educação. Porto Alegre: Penso, 2015b. p. 27-45.

MOREIRA, Marco Antônio. A teoria da aprendizagem significativa e sua implementação em sala de aula. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2006.

NÓVOA, António. Os professores e sua formação. Lisboa: Dom Quixote, 1995.

NÓVOA, A. A formação contínua entre a pessoa-professor e a organização-escola. In: NÓVOA, A. A formação de professores e trabalho pedagógico. Lisboa: Educa, 2002.

OLIVEIRA, Vinícius de. Howard Gardner: Nunca encontrei nada importante que possa ser ensinado de uma única maneira. Nova Escola, São Paulo, 18 set. 2018. Disponível em: https://novaescola.org.br/conteudo/12566/howard-gardner-nunca-encontrei-nada-importante-que-so-possa-ser-ensinado-de-uma-unica-maneira. Acesso em: 25 maio 2021.

PAIVA, Wilson Alves. O legado dos jesuítas na educação brasileira. Educação em Revista, Belo Horizonte, v. 31, n. 4, oct./dez. 2015.

VYGOTSKY, Lev S. A formação social da mente. São Paulo: Martins Fontes, 1984.

Publicado
2022-05-20